PSL decide expulsar Alexandre Frota

PSL decide expulsar Alexandre Frota

Cotrijal lança Hino e Bandeira premiando os vencedores do concurso
Setor da agricultura cobra do governo federal respostas sobre reivindicações
Câmara aprova em 1º turno PEC que define teto de gastos públicos nos próximos 20 anos

O Partido Social Liberal (PSL) decidiu expulsar o deputado federal Alexandre Frota (SP) de seus quadros na manhã desta terça-feira. Frota vinha fazendo críticas à legenda e ao governo de Jair Bolsonaro.

Como pano de fundo está o veto do Palácio do Planalto a indicações do parlamentar para cargos na Agência Nacional de Cinema (Ancine) e a perda de poder do diretório municipal de Cotia, na região metropolitana da capital paulista.

O pedido de expulsão partiu da deputada Carla Zambelli (SP) e foi subscrito pelos também deputados Caroline di Toni (SC), Bia Kicis (DF) e por Luiz Philippe de Orleans e Bragança (SP). O senador Major Olímpio (SP) também cobrou o afastamento definitivo do deputado, o terceiro mais votado da sigla no Estado.

A situação do parlamentar na sigla piorou após ele afirmar que o presidente Jair Bolsonaro é a sua “maior decepção” e que a indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), seu filho, para a embaixada brasileira em Washington representa a “velha política”.

O rompimento de Frota com o governo ocorreu após o parlamentar ter suas indicações à Ancine vetadas definitivamente pelo Planalto. Desde março, o governo “congelou” os nomes sugeridos pelo deputado para a agência. Frota, na época, culpou os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e Osmar Terra, Cidadania.

*Correio do Povo 

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
Enviar
1
Olá!
Olá!
Gostaria de pedir uma música!
Powered by